Fátima Lopes

Tudo parece ser falso nesta espécie de mulherzinha, mas pelos vistos faz questão que as peles sejam verdadeiras. Impressiona-me particularmente esta questão das peles na moda, porque é unir a afronta à ofensa. É um dos expoentes máximos da futilidade humana.
A Associação Animal, publicou um vídeo de protesto, que só posso classificar de ultra-violento. Nem deu para ver até ao fim. Animais ainda vivos depois de esfolados, vai muito para além do suportável, por qualquer pessoa que mantenha níveis mínimos de sensibilidade. Aliás, acho que a Associação Animal é altamente criticável, por apresentar imagens de semelhante teor sem qualquer aviso prévio.
Nem me considero um novato nesta questão lamentável do comércio de peles. Há uns 15 anos (tinha 21) fui apoiante de uma organização britânica chamada Lynx, que se dedicava exclusivamente a lutar contra o comércio de peles. Mais tarde visitei uma loja que tinham perto de Covent Garden, em Londres. Ainda hoje sobra uma T-Shirt (espectacular, como tudo o resto que produziam). Esta associação eventualmente faliu, sob o peso de sucessivos processos em tribunal colocados pelas “fur farms”, com meios económicos praticamente ilimitados. Até hoje não sei o que foi feito das pessoas da Lynx, se deram origem a outra associação ou se integraram grupos mais abrangentes.

28 Responses to “Fátima Lopes”

  1. Cerveira Pinto

    Já me metia um certo asco essa espécie de lambisgóia, armada em vitrine ambulante de joalharia de bairro de tias, mas agora acho que há que tomar medidas e apelar ao boicote. Há que denunciar este tipo de situações,mas também escrever para os jornais e revistas (os mesmos que não cessam de lhe fazer publicidade). Na Holanda, graças a grupos que andam na rua com latas de tinta a pintar casacos de peles, praticamente deixaram de se vender casacos de peles. (Li isto há já alguns anos e não sei qual é a situação actual…) Alguns podem achar que é uma medida violenta, mas não se compara decerto, minimamente, ao sofrimento desses animais…

  2. Bem, este assunto está a ficar muito badalado.
    Hoje na SIC Notícias, no telejornal da meia-noite teve lugar um frente a frente entre Fátima Lopes e um representante da Associação Animal. Foi interessante: o representante da associação foi muito lúcido, directo e esclarecedor. O que constratou com uma Fátima Lopes que notava-se perfeitamente que já percebeu que se meteu numa alhada em que a futilidade não a vai safar, e em que ser “fashion” não basta para tapar a falta de senso e a parvoíce de actos e afirmações feitas. Bastante nervosa e a esconder mal isso. E provavelmente bastante afectada com o que viu e vai sabendo agora, se é que não sabia nada.
    De qualquer maneira alguém devia explicar à senhora que sendo a moda um terreno em que se procura a originalidade ser uma “Maria vai com as outras” não está com nada, e devia pensar melhor em que e como quer copiar outros. Depois devia pensar melhor na questão e desculpa de o público gostar ou não do uso de peles: mesmo que o público goste, o público educa-se, de resto ela é que supostamente dita a moda ou suas tendências, tem responsabilidades acrescidas no que faz e no exemplo que dá. E da próxima vez que pense bem no que faz e no que diz antes de o fazer e dizer, porque concerteza por mais que a imprensa seja uma deturpadora do que se diz, não invalida o facto de ela ter usado peles.
    E antes de ela se vir defender com a questão de existirem ou virem a existir entidades reguladoras do abate de animais para peles, de modo a o tornar mais “humano”, que pense um bocadinho na questão de que entidades reguladoras não são desculpa para o uso de peles, principalmente para alguém que tanto tentou clamar que tem supostamente tão elevados valores no que diz respeito ao uso e sacrifício de animais. É um contrasenso Fatinha!
    A borrada está feita Fátima e desta não te livras…

  3. Cerveira Pinto

    Ainda bem que o assunto está a ser falado…Mas, tenho sérias dúvidas de que a “senhora” em questão tenha aprendido alguma coisa. Posso-me enganar muito, mas estou convicto que mal haja uma qualquer solicitação ou mera possibilidade, a cena vai-se repetir. Oxalá me engane!…

  4. jrf

    Bom, acho que nem o bruto mais empedernido (estou a exagerar, alguém comete as atrocidades…), ficará insensível aos factos e imagens associados a este comércio. No caso da Fátima Lopes, é evidente que se trata de uma cabeça de vento (ou deverei dizer de silicone?), que levianamente teceu uma série de considerações e agora sentindo a imagem algo desgastada, vem tentar controlar os danos. Faz-me lembrar os toureiros que se apresentam sempre como os maiores amigos dos touros e cavalos; e os caçadores, paladinos da protecção ambiental e amigos dos cães e da fauna completa, como não há outros. Hipocrisia mesmo reles, de tão descarada.
    Menos fútil, mas igualmente preocupante para mim, é a indústria da alimentação — o horror é praticamente ilimitado e há muito que ultrapassou a imaginação. Andam neste mundo coisas que sinceramente, preferia não saber.
    No meio disto tudo, a Fátima Lopes acabou por me fazer refletir um pouco, mais uma vez, sobre esta elite da sociedade portuguesa em particular. Não me consigo recordar de figuras públicas a defender causas incómodas, ou até marginalmente incómodas. A única excepção que me lembro é a do maestro António Vitorino d’Almeida, que foi até Barrancos protestar contra a barbárie. Já nutria grande simpatia pelo maestro e ganhei enorme respeito.
    Tirando o aparecimento pontual com o cão ou gato de estimação, não há figura pública que se meta em barulho nenhum. Ao nível desta Fátima Lopes, ou seja das revistas cor-de-rosa, a boçalidade, ignorância, a frívolidade imperam e não seria de esperar outra coisa, embora seja triste — para o melhor e para o pior são pessoas influentes no modo como os outros se comportam.
    Mas, a outro nível, digamos do professor Marcelo Rebelo de Sousa (que por acaso também já aparece nas ditas publicações), também não se vê disponibilidade para defender nada que traga grandes incómodos. Ao nível ambiental então, é gritante. Se for para construir uma barragem, uma auto-estrada ou mais um centro comercial, a caça, tourada, uso de peles… não falta quem dê a cara. Mais que falta de valores, assiste-se a uma inversão de valores e acima de tudo a um egoísmo exacerbado.

  5. Margarida

    Eu já vi esse filme… e é simplesmente desumano…!! eu estou no 8º ano e tenho uma disciplina (Área de Projecto) e abordamos vários temas, o meu grupo ficou com o das peles.. e d cm os animais são tratados, d facto são mt mal tratados, e nunca pensei k isto fosse assim!!! alem do mais o pior.. e k eles tiram-lhes as peles enquanto vivos.. parece mm.. sei lá.. parece q kerem ver os animais sofrer.. asim…. sem mais nem menos.. ainda por cima um animal n s pode defender das babaridades do homem… axo uma pouca vergonha a Fátima Lopes apoiar isto… ela e uma desumana… será k ela ja viu o filme d cm s tiram as peles aos animais?! s já e continua a apoiar esta estupides… e mt desumana!! jinhos e lutem contra isto!

  6. Putodamaia

    Vi hoje o video da Animal e achei o que um ser Humano pode fazer por vaidade é no minimo dos minimos desumano. Ando no 8ºAno e tenho área de projecto e na minha turma houve um grupo que trabalhou no tema das peles e os relatos que apareceram no trabalho foram chocantes. Se a Fátima Lopes queria ser “Fashion” então que use peles sintéticas como hoje e para sempre estará moda! Lutem contra as peles ! Deixem os animais viver!

  7. nina

    há muitas coisas que se vê numa televisão, que são chocantes mas a que o ser humano está sempre habituado porque acha que já viu de tudo… pelo menos era o que eu achava! Mas não… ver um animal a sofrer horrores para um beneficio de uma qualquer alma egoista, revolta-me agoniosamente!Essa senhora com “s” muito pequenino,SIM,porque não passa de mais uma mulher,que não olha a fins para conseguir o que quer,deveria de ter vergonha dela propria porque nem sequer em Deus deve acreditar, senão, como suportaria ela viver com a sua consciencia? Se é que existe Deus de certo que dela se envergonha…

  8. Raquel Carvalho

    Estou neste momento a realizar um trabalho sobre o dito tema. Ainda não tinha visto o vídeo e já considerava que era totalmente cruel o que provocavam nos animais.. tanto sofrimento.. dor!
    Aconselharam-me mesmo a não ver o video, mas ganhei coragem.. admito k não consegui conter-me e chorei ao ver imagens tão chocantes.. tão violentas.
    Como se não bastasse, tiram-lhes as peles enquanto vivos!! Qualquer pessoa que apoie uma causa destas não merece viver.. merece sim sofrer como todos estes animais que são sacrificados simplesmente para satisfazer os caprichos de pessoas sem escrúpulos!!
    Um abraço

  9. Pedro Ribeiro

    O meu irmão disse-me uma vez que a Sarah Ferguson não chegava aos calcanhares de qualquer caixeira do Lidl. E ele é monárquico. Estas Fátimas Lopes, marisas Cruzes e outras gajas, são imbecís que se julgam alguém, porque acham que nada mais existe neste mundo senão a aparência (que a mim me enoja, diga-se de passagem).

    Há que sprayzar as peles da Fátima, e de qualquer pessoa que as vensa, ou use. Quanto aos miseráveis que as produzem, não podendo esfolá-los vivos, é dar-lhes luta sem tréguas. VÃO TRABALHAR!

  10. Neto

    E tudo uma questão de opinião …

    Lógico que as imagens publicadas foram chocantes e etc.
    Mais acho isso inútil … afinal … ELA gosta !

  11. cerveira pinto

    Não! Não é tudo uma questão de opinião. Este tipo de comentário, inviezado à partida, pretende relativizar aquilo que é muito claro, grave e inaceitável… O facto do objecto em questão gostar de ser badalado, pelos piores motivos, não abona nada em seu favor. Bem pelo contrário… Seria o mesmo que dizer que os verdugos de Hitler ou Staline, apenas porque gostavam do que faziam, estão inocentes e não podem ser censurados pelos genocídios perpetrados… Ora, ora! Na realidade é, isso sim, uma questão de formação, de educação, de sensibilidade (provavelmente é tudo isso junto ou melhor da falta de tudo isso)… Não me parece que fazer um qualquer ser vivo sofrer, apenas por vaidade e para gáudio do basbaque mais bronco empedernido, seja símbolo do avanço da humanidade, mas sim do seu aviltamento e da sua decadência… Como diria alguém que eu conheço: “se o meu gato trocasse a sua cabeça pelo dessa sujeita, ficava a perder…e muito”!

  12. jrf

    Eu não entendi muito bem o comentário da “questão de opinião”. Deve ser o tal relativismo de que fala o Papa… Não entendo a falta de valores absolutos que grassa por essa sociedade fora. E menos ainda a sua inversão.
    Realmente é muito claro, mas obrigado, Cerveira Pinto, por explicar a quem não entende.

  13. jrf

    Caríssimos, especialmente os mais novos: Mantenham os comentários dentro de níveis mínimos de educação. Tentem expressar a vossa opinião sem insultos demasiado palavrosos e com palavrões. A vossa revolta é mais que compreensível, mas tentem sempre agir positivamente, para não ter que mudar mais tarde.
    De outro modo, vou ter que continuar a apagar comentários e eventualmente terei de fechar este artigo.

  14. Luana

    Por algum acaso vcs acham q ela se importa ?
    Por algum acaso vcs pensam q pessoas que usam peles se importam ?
    Eu tenho uma jaqueta com pele de chincila, e estou adorando ver tudo isso !
    Fátima Lopes deve estar rindo agora. Lembrando que … ela não tem nada a ver com isso, só é a favor das peles, assim como hà pessoas a favor dos gays, contra racismo, ou grupos contra qualquer coisa à não ser eles mesmos.
    Nunca me senti tão bem em uma pele de chincila.
    ^^

  15. jrf

    Colocar a luta contra o racismo e os grupos a favor dos gays, no mesmo patamar que a luta contra o comércio de peles, indica alguma confusão mental.
    Não duvido que pessoas como a Fátima Lopes ou a Luana se estejam a rir. Aliás, a crueldade sempre teve muita piada. E ao longo dos tempos, o Homem sempre atirou pedras aos sapos a brincar, mas os sapos sempre morreram a sério.
    Pessoalmente, sempre preferi construir a destruir. Prefiro pendurar um ninho de pássaro numa árvore, a roubar um ninho de pássaro de uma árvore.
    Felizmente, por algum acaso, as mentalidades têm tendência a evoluir.

  16. cerveira pinto

    É um fartote de riso! Aliás, diga-se, nunca me ri tanto na minha vida!… Qual filme de Charlie Chaplin? Qual película de Jaques Tati? Roberto Benigni? Peter Sellers? Qual quê! Basta pôr estas imagens no cinema e temos filme para nos fazer “morrer” de tanto rir! Isto sim é cultura e entretenimento… Mostrem já aos vossos filhos. Melhor do que estas imagens para nos fazer assim rir, só mesmo os fornos crematórios de Auschwits e Birknau… O que ainda não me tinha dado conta é que até ver estas imagens eu nunca tinha sequer esboçado um sorriso. Como andava distraído. Agora sim! Estou iluminado! Finalmente percebi porque é que no presépio estão uma vaca e um burro… só não entendo, porque é que passados 2000 anos nunca foram representadas as hilariantes imagens destes animais a ser estripados ainda em vida, para que o menino Jesus se pudesse aquecer com as suas peles! De facto, nunca entendi isto, eu que tanto me rio com a Crucificação de Cristo (ver o recente filme cómico de Mel Gibson), com os autos de-fé da Inquisição, com os massacres de Sabra e Chatila… Também não consigo perceber porque acabaram os jogos do circo romano. Era divertidíssimo. O que aquela gente se divertia, não só os que assistiam, mas também os que participavam. Os animais eram felicíssimos (pelo menos antes de serem estripados vivos). Andavam gordos e bem alimentados. As pessoas que eram jogadas às feras, riam-se a bandeiras despregadas [e eram famosas e centro das atenções durante alguns instantes…que inveja!] Os voluntários para estes divertimentos eram aos milhares. AH! Tempos, tempos…
    Hoje, graças a associações como a LIPEVA (Liga Para o Esfolamento Vivo de Animais) restam-nos, enfim, estas pequenas passagens humorísticas para nosso gáudio e alegria… mas até isto nos querem tirar! E depois, vamo-nos rir com quê? Com anedotas daquelas tipo: «Sabes qual é o maior sonho de uma Coelha? – Ter um casaco de pele de prostituta!» Então acham que isto tem piada? Acham?… Isto é que é humor, é?…
    Ora, ora!

  17. Joaquim

    Olá, sou brasileiro e aqui no país este caso está sendo muito discutido pela Internet. Acho que o monstro chamado Fátima Lopes
    deveria usar sua cabeça para pensar em algo que traga benefícios à humanidade e não a algo fútil como aparência. A situação do planeta é crítica, mas ainda existem pessoas com valores muito fúteis, no caso da estilista, fúteis e cruéis.
    Até hoje eu não conhecia a Fátima Lopes, então assisti o vídeo e concluí que a senhora Lopes é igual a George W. Bush, uma tirana, pois para mim, vidas de seres humanos e de animais possuem o mesmo valor. Vi o vídeo durante a manhã, e até agora, quase meia noite, não consegui tirá-lo da cabeça. Estou a ponto de espancar qualquer pessoa na rua em que esteja usando peles. Mas me controlarei, senão acaberei perdendo a razão.
    Espero que Fátima Lopes dessa do seu salto e dê a cara ao tapa e coloque-se no lugar dos animais sendo esfolados vivos.
    Aproveito para convidar a todos para criarmos uma comunidade no Orkut contra essa matança tão primitiva.
    Abraços,
    Joaquim

  18. Luana

    Amo animais … mais só as peles …
    estão em alta graças a todos

  19. jrf

    Cara Luana, para o caso de não ter reparado: Este não é o lugar para comentários despropositados. Se resolver ler mais um pouco, nota que é um blog de e para quem gosta da natureza.
    Não falta internet por aí, por onde pode navegar e lavrar os seus edificantes escritos.

  20. Luana

    Eu gosto da natureza !
    E tb gosto de peles, sempre visitei esse blog !
    Soh estou colocando a minha opinião aqui.
    Incomodado ? “Não falta internet por aí” honey.
    Bjos

  21. alex

    Cara Luana, todos nós temos direito a uma opinião e não tem de ser necessáriamente igual à dos outros, mas entrar num blog para a palhaçada ultrapassa certos limites. Não se pode esperar que o assunto choque toda a gente, se chocasse não assistíamos a situações de maus trados aos aminais todos os dias. Permita-me só uma pergunta: Já alguma vez viu um animal sem ser nos desenhos animados? É que eles não são de peluche. Melhor mesmo é esquecer a pergunta ou ainda atrofia algum neurónio.

  22. Luana

    Caro Alex, não me lembro de algum dia ter visitado o flog para “palhaçada”, apenas sente-se e aprecie uma opinião contrária que a sua !
    Por algum motivo já falei dos seus neurônios, acho que não, não há motivos porque falar dos meus.
    So falo que SOU A FAVOR DAS PELE! Desde as epocas antigas usamos elas para nos aquecer, e até hj o fazemos.
    Lembrando que o uso de peles está ligado ao dinheiro, a nobreza ao luxo, e não acho que porque um vídeo (depois de anos e anos do uso da pele) saiu grande parte da nobreza vai deixar de usa-lá.
    Afinal qual senhora rica em Paris não tem um casaco de vison ?
    Até mesmo nossa amada e idolatrada modelo internacional Giselle, já tiro altas fotos com casacos de pele, e ainda ganho gordos 500 mil dolares e dois casacos. Alguem fez algo furduço ? Algum grito por ai que queria a morte dela ? Não que eu tenha ouvido.

    Bjos

  23. cerveira pinto

    Parece que a questão relativa aos “neurónios” fica definitivamente arrumada com este último arrazoado…
    Mesmo assim, vou comentar:
    1. É óbvio que não está em causa o uso de [todas as] peles, mas sim o sofrimento desnecessário dos animais. Já que estes têm que ser mortos (obviamente, não estamos a falar aqui de chinchilas; leopardos ou visons, os quais não têm razão de ser mortos…) aproveite-se então tudo o que for possível, mas sem sofrimento desnecessário. (Mas, de preferência, opte-se pelo vegetarianismo)
    2. A tradição não é garante para a prática de crimes; maus tratos; violência gratuita e atropelos aos Direitos Humanos ou dos animais. [Se assim fosse, e uma vez que desde sempre foi tradição a mulher ser maltratada pelo homem, logo este seria um direito adquirido e imutável…ora, ora!]. Lembro que a escravatura também foi tradição, assim como a pena de morte e o circo romano… Em algumas sociedades é tradição o uso obrigatório da burka… ou a mutilação feminina!
    3. Hoje, de facto, o uso das peles está ligado ao dinheiro (e também ao tráfico…), o que não se verificava em épocas remotas, quando nada mais havia com que as pessoas se aquecessem. Felizmente o mundo “pula e avança” e nem todos temos que viver sempre na “Idade da Pedra”… Felizmente também que ainda há muita “senhora rica” que tem algum cérebro e que sabe que a única coisa que significa um casaco de vison é um atestado de futilidade e o sofrimento desnecessário de um ser vivo… [até porque só um perito consegue distinguir, nos tempos que correm, um vison natural de um artificial…]
    4. Não sei, felizmente, quem é essa tal de Giselle, nem me interessa… mas se o dinheiro justificasse tudo, então não valia sequer a pena discutir o assunto… Felizmente também há modelos que resolvem lutar e dar a cara pela luta contra o uso de peles…
    Por último, gostava apenas de questionar: Ainda há nobreza no Brasil? Então não é uma República? E França?…Que confusão nessa pinha, hã sra. Luada?…

  24. Luana

    Dinheiro meu caro, e isso q faz girar o mundo.
    Vc entendeu oque quis dizer sobre “nobreza”.

  25. jrf

    Os argumentos para tentar justificar o injustificável, são de uma debilidade confrangedora. A omnipresente “tradição” e os “outros fazem-no” (e ainda para mais são endinheirados, logo superiores?) dá para tudo… muito na linha da famosa estilista.
    Aqui em portugal também temos os toureiros, que são os melhores amigos dos cavalos e dos touros; e os caçadores, os melhores amigos dos cães, perdizes, coelhos e em geral tudo o que caminhe, voe ou rasteje.
    Há valores que não são questão de opinião. O mal é facilmente reconhecível, mesmo por quem o pratica — umas vezes dá origem a um arrependimento, outras não. Acho que depende muito da nossa relação com os outros e com o Mundo que nos rodeia.
    Cara Luana, já toda a gente percebeu a sua posição. Ficamos até algo elucidados relativamente à sua personalidade e falta de alguns valores. Como diz, há sempre alguém contra qualquer coisa a não ser eles mesmos. Quem está contra, é quem alimenta uma indústria destas, sem ética nem moral — contra o direito dos animais viverem, sem dúvida; mas também contra uma série de princípios mínimos, que deviam orientar a vida de uma Pessoa e que a apartam dos saqueadores — para esses sim, o dinheiro faz rodar o Mundo. Mas, já rodava antes, em boa verdade.
    A única coisa que lhe posso dizer mais, é que se informe. Neste próprio blog, na primeira página, tem uma série de links que pode usar para esse propósito; concerteza já viu o que se passa com as focas bebés no Canadá, em nome da indústria das peles; a associação Respect for Animals é constituida por pessoas que sabem o que estão a dizer há muitos anos (antes na Lynx). Informe-se.
    Há uma outra coisa que não entendeu (vá-se lá saber porquê), mas eu vou-lhe explicar: A senhora não me diz a mim, no meu próprio blog, que “há muita internet por aí”. Não faça de conta que está em sua casa, faça de conta que está em minha casa. Porque se eu me sentir realmente incomodado, meto-a fora junto com os seus escritos, muito mais rapidamente do que escrevo aqui duas linhas. Mas, já que escrevo aqui duas linhas, inclusivamente para responder a torpes tentativas de provocação (que na internet se chamam “flamebait“) pelo menos tente respeitar isso. Aliás, já lhe disse que este não é o local. Num fórum, pode expandir todo o seu encanto.
    Eu já sei que há muita internet por aí. Ando a vê-la desde 1995, estou muito bem informado.

  26. Joaquim

    Não costumo baixar o nível, mas não pude me conter com as barbaridades que a Luana disse.
    Caríssima Luana, os motivos pelo qual você é a favor das peles é dinheiro, dinheiro, e dinheiro, tudo ligado à nobreza. Se as franguinhas francesas(que pelo visto é algo que você almeja ser um dia)
    usam casacos de pele, isso não quer dizer que elas estejam corretas.
    Uma breve aula de biologia(não sei se entenderás com teus precários neurônios):
    Os animais possuem sistema nervoso, ou seja, sentem dor, assim como eu, você e todas as pessoas.
    Então, retirar um animal da selva, um ser vivo que não atrapalha ninguém, dar pauladas em sua cabeça, arrancar sua pele ainda vivo e jogá-lo para a morte certa apenas para satisfazer a nobreza parisiense em seus lindos casacos é legal?
    Creio que não.
    Mas você também citou o uso de peles nos tempos primitivos(admito que nesse momento fiquei com pena de você, pois percebi que seu cérebro é igual ao dos homens primitivos, a única diferença é que eles usavam as peles PARA SOBREVIVER e as madames de Paris, que você tanto admira, usam PARA EXIBIR-SE, sendo que há roupas muito luxuosas e que sinteticamente copiam peles perfeitamente.
    Matar animais para comer é diferente, pois comer é uma NECESSIDADE, mesmo assim há a opção de ser vegetariano.
    Luana vou dar-lhe mais uma chance, acesse esta página, e espere o vídeio carrgar, veja ele completo.
    Se você continuar a favor dessas futilidades, você é um monstro e merece passar pelo mesmo sofrimento que os animais do vídeo passam.

  27. msol

    Essa fatima lopes é 1a P*** e 1a estilísta d MERDA, os seus apoiantes e os k trabalham na quinta das peles também são 1a merda como ela, kem apoia as peles verdadeiras e o sofrimento dos animais tem 1 coração d pedra e ñ sabe o k são sentimentos…ontem vi 1 video sobre o apoio da fatima lopes as peles verdadeiras k m deixou muito triste e é horrível ver akeles animaizinhos a sofrer nas mãos dakeles montros e a estupida da fatima lopes a exibir-s para as resvistas a dizer k apoia as peles…ela só vê o dinheiro a frente não pensa no sofrimento dos animais, mas DEUS escreve certo por linhas tortas e kem apoia e faz isto aos animais ainda vai pagar bem caro pelo sofrimento k causam a estes animais. Haviam de tirar a pele a fatima lopes, aos apoiantes e aos trabalhadores da quinta das peles para ver s eles gostavam….tnho vergonha k gente k apoia e faz este tipo d coisas seja portuguesa alguma coisa tem d ser feita pa acabar com a quinta das peles, com o trabalho da fatima lopes e acabar d vez com o uso das peles…EU ADORO ANIMAIS E É HORRÍVEL VELOS SOFRER.

  28. jrf

    Como referi antes, entendemos a revolta das pessoas, nomeadamente dos mais novos. Também é óptimo ter ficado a saber que estes assuntos são abordados na escola.
    Resolvemos fechar o artigo, pois já tivemos que apagar uma série de comentários que vão um bocadinho além do que queremos ter aqui publicado. Fica este último, já um pouco para lá da linha, como resumo desses todos que apagamos.
    Obrigado a todos que participaram, está na hora de andar para a frente. Infelizmente não faltarão novas oportunidades.

Os comentários estão fechados.