Afídios nas roseiras: fracasso

A propósito dos afídios nas roseiras, como disse experimentei a calda de urtigas e não resultou minimamente. Fiquei bastante desiludido.

8 Responses to “Afídios nas roseiras: fracasso”

  1. L.

    Nós aqui temos esse problema todos os anos. Para evitar os produtos químicos, pulverizamos as roseiras com uma solução aquosa de detergente da louça, logo que os pulgões aparecem. Tem resultado.

  2. Filipe

    Já usei essa receita e pareceu-me ter resultado, mas foi só uma vez. Já agora só umas perguntas
    Qual foi a concentração, mais ou menos, que usas-te?
    Quanto tempo estiveram as urtigas em água?
    Usa-te folhas, flores, frutos, ou só alguns deles?
    Os afídeos eram verdes ou pretos?
    A tua conclusão é ao fim de quanto tempo de aplicação?
    Desculpa se estou a ser chato, mas é para tentar quantificar este tipo de aplicações.

  3. José Rui Fernandes

    Pois eu sei.
    As perguntas são boas. Eu próprio gostaria de chegar a conclusões mais científicas, neste e outros assuntos, mas por vezes desorganizo-me a meio do processo.
    Logo a começar, já não me lembro da concentração.
    48h em água.
    Folhas e flores, pelo menos.
    Os afídeos eram como os da foto (do post do link). Parecem-me avermelhados, confesso.
    Comecei a verificar as roseiras logo no dia seguinte e seguintes. Apliquei a solução dia 10 de Abril.
    Agora que falas nisso, ultimamente não tenho reparado como aquilo anda.

  4. jardineira aprendiz

    Era para vos ter deixado esta informação há dias, mas tenho andado com uma terrível falta de tempo. Segundo o livro ‘El huerto familiar ecológico’ de Mariano Bueno:

    Sabão para os pulgões:
    250 a 300 gr de sabão de potássio diluidos em 10L de água, aplicado sobre a planta (sobre as colónias)

    Preparado de urtiga: 1Kg de planta fresca por 10L de água, deixar fermentar até criar vermes ( – 15 dias). Para reforçar as defesas da planta contra os pulgões eles aconselham a usar este preparado ainda em fermentação junto com decocção de cavalinha (1L para 1L) e diluir a mistura 50 vezes.

    Decocção de cavalinha: 1Kg planta fresca (excepto raiz)/10L água .

  5. elisabete Abreu Lima

    uma questao?
    já pensaram em controlar os afideos com parasitódes ou predadores?

  6. estevao

    Gostaria de saber tudo sobre clima e solo das roseiras queria produzir rosas para revenda quem poder ajudar agradecido

Deixe um comentário

Mantenha-se no tópico, seja simpático e escreva em português correcto. É permitido algum HTML básico. O seu e-mail não será publicado.

Subscreva este feed de comentários via RSS

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.