Não é só sucessos

Armeria maritima
No Horto da Boavista comprei mais uma camélia desta vez … (pequena, 7,00€), também uma taça de barro para alguns Sempervivum. E uma tesoura de poda Felco, fabricada na Suíça, é uma marca praticamente lendária, espero que não me desiluda (se bem que a 32,50€ é das acessíveis).
A Erva-dos-gatos está a ficar grande. Transplantei três camélias para crescerem. Também outro Ácer ‘Sango Kaku’ que considero adorável. Substituí vários vasos que deixaram de estar no seu melhor. Os pesados tem sido uma dificuldade.
O Abeto-concolor, exemplar único que tinha criado de semente, morreu mesmo. Uma pena. Vi-o definhar, mudei-o de vaso, não adiantou nada. Não é só sucessos, convém ter sempre isso presente.

Estão a ficar para trás as transplantações de Alfazemas diversas. As etiquetas nos Sempervivum estão dois terços completas. Com restos de placas de xisto arranjei uma forma de fazer uns muretes para evitar que as árvores em vaso tombem com o vento. Deu um trabalhão, mas além de estarem a ser úteis, estão finalmente arrumadas.
Amanhã vem o jardineiro dos meus pais e vai-me aparar a trepadeira Ficus repens que é uma tarefa que já abomino de tão frequente e repetitiva. Vou apanhar do chão e já não vai ser mau.

3 Responses to “Não é só sucessos”

  1. tererê

    Quem dera eu ainda pudesse ter um grande espaço onde alojar minhas plantinhas tão amadas. Hoje me contento em colocá-las em vasos minúsculos onde sobrevivem apenas em alguns meses do ano . Porém não desanimo, sempre busco nos super mercados novas mudas em floração. As mais difíceis de conservar são as folhagens…Mas insisto. Um dia ainda vou conseguir morar num lugar arejado e com boa terra e espaço suficiente para q todas elas cresçam em harmonia e meu coração ainda possa pulsar de Felicidade….

  2. Rogelio Raimundo Dosouto

    Ficus repens aqui é uma praga, esta a arrebentar toda minha casa, subiu pelas paredes com troncos grossos, entrou pela janela subiu ao tenhado e deslocou telhas, se eu nao tivesse colocado herbicida teria ja destruido minha casa toda, por isso temos que pensar muito no que plantamos para evitar prejuizos futuros , por outro lado nossa vida é curta, eu tenho 50 anos e fico observando todos os erros que ja cometi, espero nao repetir os mesmos erros, apesar que existe uma tendencia de repetir sempre os mesmos erros, sera isso burriçe ? ou doença ?, mas é sempre assim, e nao apenas eu, fazem ou fazemos isto ou aquilo e depois percebemos que deviamos ter feito diferente ! as vezes da pra remediar, mas por vezes é um acumulo de erros que se somam e se potencializam num circulo vicioso que mais facil seria nascer novamente.
    Rogelio de Mairiporã urograndisrrd1@gmail.com

Deixe um comentário

Mantenha-se no tópico, seja simpático e escreva em português correcto. É permitido algum HTML básico. O seu e-mail não será publicado.

Subscreva este feed de comentários via RSS

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.