A aldeia dos Estrumpfes


Estava eu a caminho do Tanque 2 para acartar areia e brita para as caixas, quase de noite devido à mudança da hora, quando deparo com este espectáculo. A máquina fotográfica no palheiro, na outra ponta do terreno… Mas tive que lá ir buscá-la, perdi uns 15 minutos na manobra.
Quando vi isto lembrei-me logo dos Estrumpfes e a seguir de uma fantástica bola de Natal que as minhas primas tinham. Era de vidro, tinha uma concavidade e lá dentro um diminuto cogumelo exactamente como estes. Uma das alegrias do Natal de antigamente, era ver essa bola de vidro pendurada na árvore delas.

3 Responses to “A aldeia dos Estrumpfes”

  1. Mário Ferreira

    Os de chapéu vermelho com pintas brancas são Amanita muscaria, os outros de chapéu tipo bola parecem-me Russula emetica. Ambas espécies são venenosas.

Deixe um comentário

Mantenha-se no tópico, seja simpático e escreva em português correcto. É permitido algum HTML básico. O seu e-mail não será publicado.

Subscreva este feed de comentários via RSS

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.