Polícia Judiciária

Infelizmente, chamaram-me à Polícia Judiciária, para prestar declarações no âmbito do incêndio ocorrido no Sargaçal no dia 21 de Junho. Tirando umas correcções pontuais ao processo, fui hoje lá pouco fazer, pois o que sei é nada e não tenho suspeitos a apontar.
O que me fica da visita, é o desalento do inspector. Diz-me ele, que apesar de alguns assinaláveis sucessos na detenção dos criminosos, andam praticamente todos cá fora.
Nas minhas — mais frequentes do que desejaria — idas à PSP, a imagem que de lá trago é a mesma, tendo assistido inclusivamente a cenas de falta de autoridade, do mais lamentável possível. Continuo a apresentar as minhas queixas, nas calmas, ficam para as estatísticas.
O que eu não percebo, é o que os sucessivos desgovernos da nação pretendem, com este desmantelamento moral das forças de segurança.

2 Responses to “Polícia Judiciária”

  1. pontoverde

    Infelizmente não é só no Sargaçal que as coisas assim funcionam, às portas da Capital também ao menos há uniformidade na prática…e nos meios…

  2. jrf

    Só um esclarecimento. Eu fui à PJ do Porto e a PSP também é no Porto e Senhora da Hora.
    Lá em Cinfães, só há GNR.

Deixe um comentário

Mantenha-se no tópico, seja simpático e escreva em português correcto. É permitido algum HTML básico. O seu e-mail não será publicado.

Subscreva este feed de comentários via RSS

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.